A grande tribo

Pense no perfil de um amante do Rock. Automaticamente idéias de contestação, não conformismo, liberdade, informalidade e agressividade vão surgir no seu mapa mental em uma fração de segundo. Se você pensar em pagode ou jazz outros elementos bem diferentes vão pintar o quadro com que você prejulga cada perfil. Esse é um bug mental ...

Não somos bons juízes

Os ânimos andam exaltados e a raiva cresce. Como nunca vi ninguém ficar mais inteligente e construtivo quando exaltado e raivoso convém darmos uma parada de arrumação. Vejo uma característica humana perigosa crescendo: temos notável e comprovada capacidade de julgar mal os nossos atos e os dos outros. O problema é que usamos dois pesos ...

Chegada em casa

Frequentemente o que chega em casa é uma versão piorada de nós mesmos. Um amigo comentou sobre sua dificuldade em ser tão agradável e paciente em casa como no ambiente de trabalho. Observo essa questão com interesse pois é fato que muitos de nós exercem autocontrole e força de vontade em grandes doses durante o ...

Ele é do mal

Um bug mental clássico que afeta a todos tem a ver com nossa tendência de julgar as atitudes dos outros exclusivamente pelas suas intenções e não pelo contexto. Quando somos nós que estamos no banco dos réus a coisa se inverte e aí nossas atitudes são fruto da força das circunstâncias: nós somos caras legais ...

Raiva frequente

Observo que a humanidade está frequentemente a um passo de se animalizar dependendo de uma principal emoção: a raiva. É esse estado banal que rompe facilmente nossa frágil casca de civilização e gera violência física e psicológica. Hulk é uma excelente metáfora do que podemos fazer ao nos sentirmos ameaçados e desconsiderados. Algumas pessoas, raras, ...

Daltonismo emocional: meus amigos técnicos

Sou daltônico e portanto confundo algumas cores entre si. Não vejo o número 2 na figura. Não vejo nada ali. Tenho muitos conhecidos que parecem daltônicos emocionais e não enxergam emoções com nitidez. Eles reconhecem que algumas vezes andam por campos emocionais minados, vendados. Eles sempre repetem uma palavra: cansaço. Algumas pessoas extremamente inteligentes, predominantemente ...

Vocabulário emocional importa

Daniel Kahneman é um dos mais influentes pensadores da atualidade por seu trabalho em demonstrar que somos bem menos racionais do que imaginamos. Ele popularizou o conceito de que nossas ações são regidas por dois sistemas bastante diferentes e que somos predominantemente automáticos. A evolução selecionou mentes voltadas para a velocidade de reação e não ...

Comerciais x técnicos: o combate

Em minha experiência dirigindo tanto times de vendas quanto times técnicos, sempre combati uma doença antiga que destrói imenso valor nas empresas: a incrível deficiência de comunicação entre dois mundos: comercial e técnico. Se você não atua em vendas pense em 3 características que definem um vendedor. Pressinto que confiabilidade, capacidade analítica e foco no ...

A arte de dizer não: ancore sua posição em um grande sim

Um dos maiores especialistas do mundo em negociação, Dr. William Ury, escreveu um ótimo livro sobre a arte de dizer não. Dizer não, com técnica e consciência, de acordo com minha experiência profissional lidando com essa palavra há muito tempo, em muitos lugares, é algo tão valioso quanto incompreendido. Nos sentimos muito mal dizendo “não” ...

O abrasivo pode enxergar que é abrasivo?

Se o principal gap de uma pessoa abrasiva é uma brutal ausência do hábito de autopercepção, a resposta é: ele pode enxergar que tem "alguns problemas" mas tem pouca clareza da magnitude dos efeitos e pouca aparelhagem para mudar a si mesmo. Afinal, para aumentar nosso autocontrole, em primeiríssimo lugar vem a autopercepção, certo? Só podemos ...