Neuroperformance: a importância da mielina

Um novo ramo de pesquisa com grande interesse para a performance (e felicidade) humana estuda uma estrutura vital em nosso cérebro. Se trata do isolamento elétrico que qualquer cabo precisa para funcionar bem, inclusive os nossos neurônios[i]. Em vez de borracha ou plástico, nossos neurônios usam um isolante gorduroso, a mielina[ii], para isolar suas conexões e torná-las fortes e eficientes.

A mensagem que interessa a todos é que quanto mais fazemos algo repetidamente, mais reforçamos esse circuito em nosso cérebro com camadas adicionais de mielina. A repetição consciente, atenta, aperfeiçoa nossas habilidades ao tornar nossos circuitos perfeitamente isolados[iii]. Quem toca um instrumento, sabe que só a repetição lenta, e portanto correta,aumenta a tão perseguida velocidade. Quem faz artes marciais (ou já viu Karate Kid) ouve que só o movimento treinado lentamente leva à rapidez. Repito: a repetição leva a um aumento da performance, e a repetição consciente aumenta muito a performance. Infelizmente, se você se especializou em encarar os fatos de forma ansiosa durante toda a vida, deve ter ficado “muito bom” nisso.

Qualquer e-mail ou comentário ativa seu aparato de stress. A boa notícia nesse caso é que os circuitos que são menos usados perdem seus isolamentos. É possível reprogramar não só gestos e movimentos, mas também as formas de encarar os fatos, usando o poder da repetição que está na base do bom funcionamento de nosso cérebro. Não se preocupe se você não se lembra mais do nome daquela atriz da globo. Se o nome dela não é lembrado com frequência, aquele circuito de memória vai se enfraquecer e perder gradativamente seu isolamento de mielina. Pense na repetição como uma musculação mental. Repita com cuidado o que quer desenvolver em você. Seja para tocar um instrumento ou desenvolver uma maneira menos armada de ver as coisas , Mielinize-se. Para quem quiser ir mais fundo em como trabalhar bem o recurso da repetição com consciência e tecnica, recomendo “The Talent Code” de Daniel Coyle.


[i] Nos neurônios os impulsos elétricos são enviados para outros neurônios por “cabos”chamados axônios. Esses são revestidos por um isolante elétrico chamado mielina.
[ii] A mielina é uma substância predominantemente gordurosa, que também é formada por água e proteínas.
[iii] Daniel Coyle: The Talent Code. Com a repetição, o aumento de atividade elétrica em um determinado circuito faz com que células especializadas, chamadas oligodendrócitos e astrócitos colaborem para envolver esse circuito em camadas extras de mielina. O aumento da capacidade de processamento desse circuito pode chegar a 3,000 vezes.
2 Comments
  • ora exacta
    Outubro 3, 2015

    Am aflat aceasta pagina, dupa ce am cautat despre Neuroperformance: a importância da mielina pe Google.

    Se pare ca informatia dvs e foarte valoroasa, mai ales ca am mai gasit aici si despre ora,
    ora exacta, lucruri interesante si folositoare.
    Mult succes in continuare!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *